Luca Kumahara estreia pela seleção após mudança de nome

 

Primeiro atleta trans do tênis de mesa está participando dos Jogos Sul-Americanos

 

Luca Kumahara competiu pela primeira vez com a seleção brasileira de tênis de mesa após anunciar a mudança de nome social. O brasileiro está participando dos Jogos Sul-Americanos, em Assunção, no Paraguai. Primeiro atleta trans da modalidade, ele estreou com vitória por 4 a 0 diante da boliviana Maria Belen.

 

– Estou muito feliz de como as pessoas estão lidando com a mudança de nome. Dá para ver que tiveram uma conversa em relação a esse processo [transição de gênero] no Comitê Olímpico do Brasil (COB). Tivemos uma reunião de boas-vindas e me chamaram de Luca. Fiquei bem feliz! – disse o mesatenista.

 

Apesar de ter divulgado ao público que está passando por uma transição de gênero, Luca ainda joga na categoria feminina. O atleta competiu usando um uniforme que ainda estampa a letra C do nome antigo. Antes de a partida começar, o mesatenista comentou sobre a situação em suas redes sociais.

 

– O campeonato vai ter um gostinho especial para mim, porque é a primeira vez competindo depois de trazer a minha transição de gênero a público. Eu vou continuar jogando com o C. Kumahara na camiseta porque ainda não consegui mudar o meu nome legalmente. É um processo muito burocrático e demorado, mas espero estar com o L. Kumahara em breve nas minhas costas – disse Luca.

 

O processo de mudança

Com três Olimpíadas disputadas e incontáveis medalhas no tênis de mesa, Luca Kumahara é, sem dúvidas, uma das referências da categoria feminina. Exemplo para a nova geração, um atleta que sempre esteve envolvido politicamente em prol do esporte.

 

Quem acompanha mais de perto a carreira, deve ter percebido que até através dos seus posts na rede social o atleta já fala no masculino. O que faltava para o assunto vir a público? Luca se preocupou em comunicar todas as pessoas próximas, os atletas, a sua confederação. Há meses o assunto vem sendo tratado internamente. O mais importante: o acolhimento de todo o processo.

 

O entendimento aconteceu em 2019. De lá para cá, Luca Kumahara disputou os Jogos Olímpicos de Tóquio. A ideia, agora, é continuar na busca pela vaga com a equipe feminina para as Olimpíadas de Paris 2024. Pensando em sua carreira como atleta, tendo um ciclo tão curto, ele não irá fazer nenhum procedimento, por enquanto, o que faz com que nada mude para a disputa. Enquadrado com os padrões necessários, mas buscando oficialmente a mudança de nome para ser tratado da forma correta.

 

Fonte: GE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Encoge_TO5 (1)

93° Encoge e 5º Fórum Fundiário Nacional: ações para o aprimoramento das Corregedorias dos Tribunais de Justiça, da atividade jurisdicional e do serviço extrajudicial

27-1

Seminário promovido pelo STJ discutiu regulação, desafios e oportunidades do mercado de carbono

Certidão de Nascimento

Registre-se: no primeiro dia da ação, foram emitidas mais de 5 mil certidões

Rolar para cima
Pular para o conteúdo