Projeto determina que registro de casamento no cartório tenha sexo de nascença do cônjuge

Para o autor, omitir realização de cirurgia modificadora de sexo é má-fé

O Projeto de Lei 1596/23 determina que o documento de registro de casamento civil inclua a informação do sexo de nascença do cônjuge.

Em análise na Câmara dos Deputados, o texto altera a Lei 6015/73, que trata dos registros públicos, e hoje determina que a certidão de casamento contenha os nomes, prenomes, nacionalidade, naturalidade, data de nascimento, profissão, domicílio e residência atual dos cônjuges.

Autor da proposta, o deputado David Soares (União-SP) quer incluir o sexo de nascença no documento para “afastar a possibilidade de um cônjuge negar ao outro uma informação primordial, o direito a saber do passado com quem se casa”. A ideia é evitar a omissão de transexual de realização de cirurgia modificador do sexo, o que, segundo o parlamentar, seria ato de má-fé.

Tramitação

A proposta será analisada em caráter conclusivo pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

imagem_materia (5)

Aprovada Frente Parlamentar do Serviço Notarial e Registral

senado-aprova-reforma-previdencia

Governo desiste de urgência em projeto de lei das falências no Senado

financiamento-imobiliario-casa-propria-economia-imovel-1500055994112_v2_1920x1280

Você conhece o Fórum de Desenvolvimento Imobiliário?

Rolar para cima
Pular para o conteúdo