Projeto isenta de ITBI bens partilhados em divórcio ou separação

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 6/23 prevê que não incidirá o Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) sobre os bens partilhados igualitariamente no divórcio ou separação. A proposta tramita na Câmara dos Deputados.

 

O texto é do deputado Marangoni (União-SP) e altera o Código Tributário Nacional, que estabelece as regras do ITBI. O imposto incide sobre a compra e venda de imóveis.

 

Marangoni alega que a Constituição prevê a cobrança do imposto apenas quando ocorre ato oneroso, como a compra e venda de um bem.

 

“A partilha de bens no divórcio não se configura fato gerador, pois que não há permuta de bens. Não ocorre a transferência da propriedade do bem imóvel no divórcio, apenas a divisão”, diz o deputado.

 

Marangoni lembra que há decisões de tribunais de todo o País nesse sentido.

 

Tramitação

 

O projeto será despachado para análise das comissões permanentes e, depois, do Plenário da Câmara.

 

Fonte: Agência Câmara de Notícias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

divorcio4-e1653937656139

Artigo – Divórcio unilateral: ninguém é obrigado a permanecer casado contra seu desejo

INCRA destaque(9)

CCIR 2024: prazo para emissão do Certificado se encerra hoje

documento-cartorio-certidao-1583859899333_v2_4x3

Magistrados do Rio participarão de seminário sobre usucapião e adjudicação compulsória extrajudiciais

Rolar para cima
Pular para o conteúdo