Visita às serventias: Anoreg/RJ viaja a Petrópolis e percorre por cartórios de uma das maiores cidade da região Serrana do Estado

Presidente da Anoreg/RJ esteve no 1º Registro Civil de Pessoas Naturais da cidade e no 2º e 7º Ofício de Registro

Gerar maior aproximação com os delegatários, ampliar o diálogo, tanto com os colegas quanto com a Corregedoria Geral de Justiça. Este tem sido o caminho a ser percorrido pela nova administração da Anoreg/RJ, com Stênio Cavalcanti Filho e Alan Borges, presidente do Sinoreg/RJ, à frente da associação. Seguindo a agenda de visitação às serventias do estado, projeto que faz parte deste escopo de funcionamento, a cidade de Petrópolis e três serventias foram agraciadas com a passagem do presidente da entidade que buscou encontrar os delegatários e bater um papo sobre o andamento da atividade na região.

O primeiro cartório a ser visitado foi o 1º Registro Civil de Pessoas Naturais da cidade, cujo titular é Luiz Manoel, carinhosamente chamado de Dudu pelos colegas. “O Dudu nos recebeu super bem, com um café da manhã. Nós conversamos muito, é experiente, já trabalhava em cartório antes mesmo de ser delegatário. Só tenho a agradecer pela recepção”, comentou Stênio.

O cartório de Registro Civil do Primeiro Distrito da 1ª Zona Judiciária de Petrópolis, estado do Rio de Janeiro é conhecido também como o antigo cartório Sá Pereira. É privativo de registro de Interdições, Tutelas, Curatelas, Nascimento, Casamento e Óbitos.

A serventia teve seu primeiro livro criado no ano de 1889 e está localizado em um prédio histórico na Avenida Koetler, uma das mais famosas da cidade. Luiz Manoel Carvalho dos Santos, o registrador titular assumiu a serventia em 1999.

Em seguida, Stênio esteve no 2º Ofício de Registro que tem como titular a registradora Maria Aparecida. Stênio comenta que Aparecida estava como Responsável pelo Expediente, que é um preposto interino do Estado, que possui relação jurídica totalmente distinta do delegatário regularmente empossado após aprovação em concurso público. O RE como é chamado possui designação a despeito de possuir caráter precário e provisório.

“A Maria Aparecida fez um trabalho incrível no cartório em que ela é RE. Segundo ela, tinham muitas questões a serem regularizadas, e ela está entregando a serventia em condições razoáveis, pois fez o que pode. Mas ainda tem muitas coisas a serem regularizadas. Ela ficou muito contente com a nossa presença lá”, explicou Stênio.

Por fim, o presidente da Anoreg/RJ passou pelo 7º Ofício de Justiça de Petrópolis, serventia administrada pela titular Maria Thereza dos Santos e pela filha que é substituta Claudia Costa.

“Foi muito emocionante estar com a Thereza. Somos colegas e temos uma amizade grande de muitos anos. Ela ficou muito feliz com a nossa chegada. Foi um momento de muita alegria e harmonia”, disse Stênio.

Na ocasião, o presidente da associação marcou presença na festa de aniversário da colega Geo Samoreli, que fez 74 anos. “Foi um momento muito bacana. Pude rever amigos de longa data, além de Pedro Henrique, ex-juiz em Campos e Alex Henrique que é advogado e genro da Geo”, finalizou.

Fonte: Assessoria de comunicação – Anoreg/RJ

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

divorcio4-e1653937656139

Artigo – Divórcio unilateral: ninguém é obrigado a permanecer casado contra seu desejo

INCRA destaque(9)

CCIR 2024: prazo para emissão do Certificado se encerra hoje

documento-cartorio-certidao-1583859899333_v2_4x3

Magistrados do Rio participarão de seminário sobre usucapião e adjudicação compulsória extrajudiciais

Rolar para cima
Pular para o conteúdo