Em evento nacional, Museu da Justiça debate preservação do patrimônio histórico

Integrado à agenda da 21ª Semana Nacional de Museus, o Museu da Justiça do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) realizará eventos e palestras para discutir os desafios, compromissos e deveres das instituições culturais do país. O primeiro encontro será nesta segunda-feira (15/5), às 11h, com o debate “Como a preservação e o acesso ao patrimônio podem beneficiar a saúde mental e o capital cultural da comunidade”.

 

A mesa terá a participação da juíza Maria Aglaé Tedesco, do procurador da República Sérgio Gardenghi Suiama, do muséologo do Museu da República André Angulo, e da coordenadora do projeto Roda de Acolhimento para Trabalhadoras Christine Azzi. O evento será na Sala Multiuso do Museu da Justiça, na Rua Dom Manuel, no Centro do Rio. A entrada é franca e a distribuição das 60 senhas disponíveis será feita 30 minutos antes do início.

 

Em 2023, a Semana de Museus terá como tema “Museus, sustentabilidade e bem-estar”. Organizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), a iniciativa explora a importância do patrimônio cultural na construção da identidade social e individual, destacando seus impactos em diferentes áreas do cotidiano.

A roda de conversa “Como a preservação e o acesso ao patrimônio podem beneficiar a saúde mental e o capital cultural da comunidade” visa explorar os benefícios do diálogo e do acesso ao patrimônio cultural na construção de uma sociedade mais saudável e equilibrada.

 

Mais informações: ccmj.agendacultural@tjrj.jus.br

 

Fonte: TJRJ

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Fachada do edifício sede do  Superior Tribunal de Justiça (STJ)

STJ elege Herman Benjamin e Luis Felipe Salomão para presidente e vice; Mauro Campbell é indicado para corregedor nacional

nuevocodigocivil1

Reforma do Código Civil exclui cônjuges da lista de herdeiros necessários

20220128085911668469i

TJDFT entrega certificado de credenciamento à Escola Nacional de Notários e Registradores

Rolar para cima
Pular para o conteúdo