Registro Civil colombiano adota autenticação biométrica facial para processos remotos

 

O Registro Nacional de Estado Civil e a União Colegiada do Notariado colombiano concordaram em permitir que o registro civil seja processado digitalmente e protegido por biometria facial.

 

O acordo, noticiado pela mídia local, foi assinado pelo chefe do cartório, Alexander Vega, na última quinta-feira. Permite a troca de dados biométricos entre as duas entidades, e assim registos civis e atualizações à distância.

 

“Nas próximas semanas, junto com os notários do país, lançaremos formalmente esta plataforma, que permitirá às pessoas acessar o registro civil de nascimento em qualquer lugar do mundo diretamente na página do cartório”, citou Semana (em espanhol). Vega dizendo.

 

Além disso, disse ele, as ações notariais agora estão vinculadas aos registros de casamento e óbito para permitir que a comunidade e o público se beneficiem ainda mais dos serviços digitais.

 

E os notários podem verificar as identidades dos cidadãos com verificações biométricas dos dados mantidos no registro.

 

A mudança marca o segundo documento digital do registro, após o estabelecimento de carteiras de identidade nacionais habilitadas para biometria facial no ano passado.

 

Também em 2022, o registro contratou a empresa de identificação digital Thales para scanners biométricos de impressão digital para se defender contra tentativas de fraude e facilitar os processos de inscrição.

 

A adição da biometria facial permite que o registro civil seja concluído remotamente, seja online ou em quiosques do tipo caixa eletrônico localizados em locais de alto tráfego, como shopping centers, de acordo com a Semana.

 

Os colombianos estão começando a digitalizar seus documentos de identidade com chip em telefones celulares. Eles podem criar as credenciais por meio de verificações de biometria facial. Até setembro, mais de 500 mil já haviam feito isso.

 

Fonte: Crypto ID

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

7ed8505b082c840a8b700789b86812cb

STJ reconhece legitimidade de viúva para questionar registro de suposto bisneto reconhecido como filho pelo marido falecido

D09C13513DED07F310C695087710A0665AD0_divida2

CNJ facilita o protesto e a negociação extrajudicial de dívidas.

crianca-triste-abandono-afetivo-tristeza1

Justiça reconhece exclusão do sobrenome de pai biológico por abandono afetivo

Rolar para cima
Pular para o conteúdo